Pelados, porque não?

Pelado. Nu. Sem roupa. Livre. Como veio ao mundo. Alguém aí nunca ficou pelado? Alguém nasceu com roupa? Eu ainda acho no mínimo estranho quando a sociedade critica tanto as pessoas que se vestem como querem, ou as mulheres que AMAMENTAM em público. Sim, são duas coisas completamente diferentes uma da outra. Mas mesmo assim, quem é você ou quem sou eu para julgar os outros?

Ao ler este exto, você pode pensar… Não, falta coisa aí. Você não falou tudo. O buraco é mais embaixo. Gente: isso é apenas um comentário de como EU penso. Eu gosto de coisas simples. Aprendi nos últimos cinco anos a tornar tudo simples e simplificar tudo que é complicado, por mais redundante que isso soe. Desapegue de longas explicações e mimimi que você encontra pelo caminho da sua vida. A gente vive muito pouco pra achar tanto problema. Presta atenção, porque no fim… você pode passar a vida só procurando soluções pros seus problemas ao invés de viver.

Aceitação do próprio corpo
Partindo do principio que todos nós nascemos iguais (porque isso é um fato!), não tem poque criticar alguém que está mostrando um pouco mais de pele do que outra pessoa. Há uns 7 anos atrás, eu fui numa praia de nudismo. E gente, porque fazer o maior “auê” em relação à isso? Claro que eu fui pelada. E tirei umas fotos lindas lá. Das paisagens e minhas também, porque não? Afinal de contas, até os meus 19, 20 anos (pois é, não faz tempo isso) eu tinha o desejo de posar nua para a playboy. Não sei porque isso… E não era algo sexual, era apenas uma vontade que eu tinha… Admirar meu próprio corpo e deixar outros admirarem também.

Acho mais é que todo mundo tem que ser feliz com o próprio corpo. Gordo, magro; alto ou baixo. E digo mais… As pessoas tem todo direito do mundo de se sentirem desejadas. Veja bem, não estou fazendo apologia ao estupro, não estou fazendo apologia a violência. Estou apenas dizendo que as pessoas podem (e devem) se sentir desejadas. E isso não tem nada a ver com aparência. Tem a ver com sermos humanos. Humanos transam. Fazem sexo. E humanos dão à vida a outros humaninhos… Que esperamos sempre que sejam melhores do que nós.

Amamentar
E humanos também amamentam. E amamentar não é sexual. Meu ponto é: a sociedade tem sexualizado demais qualquer situação que acontece nesse mundo. Saiu uma matéria no jornal local daqui (moro em Victoria, no Canadá) sobre uma mulher que foi xingada na praia por amamentar seu bebê em público. Você cobre sua cabeça por acaso enquanto come? Então por que raios uma mulher tem que cobrir a cabeça do bebê enquanto amamenta? Eu não consigo deixar de pensar que isso é tensão acumulada e então você decide criticar as pessoas por qualquer coisa!

Desrespeito é quando alguém interrompe um ato divino que é alimentar uma criança porque está se sentindo ofendido. Se uma pessoa consegue ver algo sexual em um bebê mamando no peito de uma mulher… Sinto muito, mas essa pessoa que tem problemas.

E por favor, não pense que eu estou dizendo que você DEVE amamentar mostrando o peito prá todo mundo. Amamente da forma que quiser, mostrando ou não o peito. Da forma como você se sentir confortável. O que importa é que alimente seu (sua) filho (a).

Meus pés
Há um tempo atrás, eu tinha um fotolog dos meus pés. Tenhos pés lindos, modestia à parte, e queria mostrá-los para o mundo! Gente, isso era extremamente mais sexual do que qualquer foto que eu tirei na praia nudista. Você deve saber o que é fetiche. E esses fotologs de pés são totalmente direcionados para quem tem fetiches por pés.

Amiguinhos, ninguém nunca me xingou por tirar fotos dos meus pés. Se alguém se sente ofendido quando uma pessoa está mostrando uma parte do corpo que normalmente fica coberta pela calcinha, cueca, sutiã – e que não necessariamente está dentro de um contexto sexual… Sério, porque essa pessoa não me xingou por eu mostrar meu pé?

Pudores de hoje
Eu estou sinceramente cansada de ver tantas críticas nas redes sociais e em conversas de bar sobre como as pessoas devem se vestir. Que se foda sinceramente, se a pessoa quer mostrar a bunda. O que eu tenho a ver com isso? Sou a favor de todos nós andarmos nus!

Fiquei sabendo essa semana que uma amiga de longa data entrou para o mundo profissional adulto. Essa amiga ganha dinheiro mostrando o próprio corpo. Agora você pensa… Viu como está perdendo tempo com tanto pudor? Ela usou o seu pudor pra ganhar dinheiro com quem não tem pudor. Quem perdeu foi você, porque além de não poder vê-la, agora você ainda tem que pagar pra ver algo que é tão natural como uma pessoa pelada.

Uma outra amiga também “confessou” que já posou nua para um ex-namorado. Gente, se vocês vissem que fotos lindas e mais delicadas. Não tinha nada sexual lá não. Quem vê sexualidade nas coisas somos nós. E mesmo que tivesse… seguindo o exemplo da amiga anterior, qual o problema? Ou você acha que seus pais são virgens?

Machismo X Feminismo
Sou a favor que as pessoas se respeitem. Pelados ou vestidos. Para o respeito acontecer, nós temos que parar de julgar uns aos outros. Um homem que tira foto sem camisa na academia não é considerado burro por mostrar o exterior ao invés do interior. Mas uma mulher que posta uma foto de biquini na praia está fazendo apologia ao estupro? Gente, isso pode parecer exagerado… Mas é esse tipo de exagero e julgamento que eu tenho visto na internet.

Uma menina que vai na balada vestindo mini saia não está pedindo para ser estuprada. Ela tem direito de usar mini saia. Ou uma roupa que a cubra da cabeça aos pés. Ela tem o direito de se sentir confortável. E não cabe a nós decidir qual roupa a fará se sentir assim. Digo o mesmo para os meninos. Vistam-se como quiserem! Ninguém tem o direito de julgá-los!

Mesmo que exista um prostituto ou uma prostituta – e que ambos normalmente recebam $$ pra transar – e um dia decidam que não estão a fim de sexo; e mesmo assim o ato acontece… Isso também é estupro e eles também não merecem ser estuprados. As pessoas tem o direito de escolher. De decidir. Não cabe à você ou a mim decidir por eles.

NINGUÉM merece ser estuprado. NINGUÉM se veste pra ser estuprado. NINGUÉM quer ser estuprado. Fim de papo.

Sexualizando
Mesmo que uma pessoa esteja se vestindo de uma forma sedutora, ou mais provocativa… Esse é um direito da pessoa! Eu ADORO me arrumar, usar decote e vestido. Mas isso não quer dizer que as pessoas possam fazer comentários ou ironizar a forma como eu me visto. Muito menos que toquem em mim sem minha permissão.

Eu aposto que você não ouve músicas que não gosta, não é? Você troca de rádio quando aquela banda que você não é muito fã está tocando…. Então, porque você não evita “prestar atenção” em uma pessoa que não está vestida como você gostaria que ela estivesse? A regra é simples. Afinal de contas a outra pessoa pode não gostar da sua roupa também.

E se você acha desrespeitoso por que “oh meu Deus, seus filhos estão vendo” aquela pessoa mostrando um pedacinho de pele… Meu querido (a), por que criar a criança usando estereótipos? Nem todo mundo se veste igual, nem todo mundo parece igual. Deixe seu filhinho tão amado aprender por conta própria que no mundo há vários exemplos de vida. Várias formas de encarar diferenças e de principalmente, saber viver com as diferenças. Já pensou se todo mundo se vestisse como você, como o mundo seria chato?

Agora vai sentar no sofá pelado e vê se começa a criticar as pessoas que maltratam animais! E pára de se preocupar com a vida alheia. Afinal, você só paga suas contas!

Advertisements

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s