Dicas Para um Imigrante Recém-Chegado

Cheguei a Minha nova Cidade. E agora?

Você seguiu todos os passos necessários para mudar de país. Mudar de vida. E agora você chegou no seu novo destino. Precisa encontrar um lugar permanente para viver, precisa encontrar o melhor lugar para fazer suas compras de supermercado, precisa de um emprego, talvez precise saber como faz para abrir uma conta no banco… você precisa literalmente comecar uma nova vida, do zero! Por onde vai começar?

Moradia

Vamos combinar que as coisas vão começar a se encaixar melhor depois que estiver morando em um lugar que pode chamar de sua casa. Your home sweet home. Onde você está morando agora? Imagino que tenha alugado um apartamento temporário, por um mês, ou algumas semanas. Talvez esteja ainda num Airbnb, ou mesmo num motelzinho em um bairro afastado.

Foi assim que eu, meu marido e nossa beagle chegamos a Victoria. Tinhamos duas semanas pagas em um motel, num bairro vizinho ao centro de Victoria. Porém, antes de sair de São Paulo, nos já tínhamos feito nossa pesquisa. Sabíamos exatamente onde era minha faculdade, onde é o centro de Victoria, e onde esse motel fica. A partir daí, já começamos a procurar alugueis em todas essas três vizinhanças.

toa-heftiba-205003-unsplash
Photo by: Toa Heftiba

É mais ou menos por aí que você vai começar. O que você veio fazer nessa nova cidade? Você já tem algo alinhado? Se for um emprego, vale a pena procurar um lugar para morar próximo do seu emprego? Investigue se este é um bom bairro, se há supermercados por perto, se você precisa de carro para morar ali, se o transporte público chega a este lugar. Todas essas informações você pode encontrar na internet, em grupos de redes sociais, em notícas passadas, e mesmo andando pelo bairro para ver o que tem por ali. Se encontrar um lugar legal no bairro, não tenha medo de abordar os moradores do lugar e perguntar se aquele é um bom lugar para viver. Claro, use seu instinto pessoal para saber abordar alguém será adequado ou não.

Se você perceber que próximo a sua faculdade ou seu trabalho, não há um lugar ideal para viver, procure saber se viver em um bairro afastado não vai dificultar demais sua nova rotina. No início, a tendência é você se sentir sozinho, já que estará morando em um lugar completamente diferente, então, investir algum dinheiros a mais valha a pena. Não esqueça de colocar na ponta do lápis tudo que  vai gastar morando próximo ao lugar que você vai trabalhar/estudar e morando longe (talvez precise de carro, de mais onibus, talvez o supermercado não seja tão próximo, talvez tenha mais lazer, ou menos. Considere tudo!).

Supermercado

Agora você já tem um lugar ideial para viver e pode dormir tranquilo. Mas espera! Você não pode dormir de estômago vazio (quem me conhece bem, sabe que este é um tópico importante para mim). Mesmo que você tenha escolhido morar em uma vizinhança que tenha um supermercado bem próximo, não significa que é la que voce vai fazer suas compras mensais. Claro, ter algo próximo de você é um quebra galho, mas nem sempre a melhor opção no seu dia à dia.

Depois que eu cheguei em Victoria, demorei mais de um ano para descobrir qual o meu supermercado preferido. As vezes nem sempre o Walmart me traz as opções mais baratas, mas outras redes locais, como Save on Foods, ou mesmo a nacional Superstore, tem variedades de produtos e comidas bem mais em conta e melhor qualidade do que as marcas do Walmart.

Claro, quando você chega em uma nova cidade, seu maior desafio é não gastar dinheiro em besteiras. Mas é bem difícil, já que tem várias comidas e marcas que você nunca viu, ou teve acesso anteriormente. Se resolver que vai economizar dinheiro em compras de supermercado: não pense que porque o preço é menor, que aquele produto é realmente mais barato. E foi aí que eu descobri que o Walmart me enganava.

Sempre pensei que pagar $3 em um pacote de queijo ralado ou em um suco de laranja (ou uma água cor de laranja) era a melhor coisa para mim. Mas não, descobri que tem queijo ralado maior, ou com bem mais sabor e qualidade por um pouquinho a mais. E que com um pouco a mais, também se compra um suco de laranja que não tem gosto de água suja. E tem outra coisa: preço por unidade de produto, não significa preço por grama/ ou litro. Entao, às vezes o barato sai caro – claro, isso em todas as culturas, inclusive no Brasil.

Você vai ter que conversar com muita gente e ir em vários supermercados até descobrir suas preferências. Hoje em dia, eu e minha família fazemos compras em 3 supermercados diferentes, mas não vamos em todos eles todas as vezes: Vamos ao Costco (um supermercado que vende atacado) para carnes e algumas frutas, vamos ao Save on Foods para comprar produtos do dia-a-dia: legumes e frutas em pacotes menores, produtos de limpeza, e vamos ao Superstore para comprar produtos especiais que não conseguimos mais viver sem, ou achar em outras redes: como a massa de pizza fininha e um pao de côco delicioso.

Faça a sua pesquisa e descubra onde vale mais a pena você investir seu dinheirinho. Tente conhecer todas as opções para nao apertar tanto o seu bolso.

Emprego

Eu não sei se voce vai estudar ou se imigrou pra um lugar diferente e vai exclusivamente trabalhar. Então,vamos partir do princípio que você ainda não tem um emprego alinhado. Lembre-se que o currículo que você apresenta em uma entrevista de emprego no Brasil, não vai colar. Você precisa de algo reformulado, voltado pra essa nova cultura em que está embarcando. Então, maos à obra!

Não, eu não vou te ensinar a fazer um currículo aqui, mas vou te dar algumas dicas de como você pode aprender. Mas antes que eu comece: o seu visto permite que você trabalhe? Não vá você se candidatar para uma vaga de emprego, começar a trabalhar e depois ser deportado. Atenção se voce realmente pode trabalhar!

Se você está estudando, muito provavelmente existe um departamento chamado Carreers Services (supondo que esteja em um país em que a língua oficial seja o Inglês – se não for, procure o departamento relacionado a reposicionar estudantes no Mercado de trabalho) na sua instituição educacional. O carreers services vai poder te ajudar a formular um novo currículo, preparado para a área professional que vai aplicar, e talvez eles até te indiquem algumas empresas! Não tem erro se você é um completo novato no seu novo país!

Outra saída, se você não está estudando, e não tem acesso a um departamento desses é encontrar o centro para imigrantes onde você mora. Talvez existe um Centro de Imigração para brasileiros, talvez seja uma ONG ajudando recém-chegados, ou talvez seja um departamento do governo onde você escolheu morar, completamente dedicado a posicionar imigrantes no Mercado de trabalho. Procure se informar sobre a melhor opção. Faça uma pesquisa rápida no google, e eu tenho certeza que vai encontrar vários centros para imigrantes que poderão te ajudar a construir um currículo perfeito.

Assim como no Brasil, aqui no Canadá também existem agências de emprego. Por exemplo, a Randstad, que foi a agência que eu usei para conseguir o emprego no qual estou hoje. Os serviços para quem está buscando empregos são completamente gratuitos e vale a pena passer por uma entrevista em um lugar assim. Não necessariamente a agencia vai te ajudar a melhorar ou reformular o seu currículo, mas certamente eles vão te apontar para vagas de emprego que você se qualifica – vão fazer o papel de middle man. Se está caçando um emprego há bastante tempo, procure a ajuda de uma agencia. Não tenha medo de pedir ajuda.

Finalmente, já comentei algumas vezes por aqui, mas vale a pena relembrar: grupos e páginas nas redes sociais. O Facebook tem várias páginas de pessoas que estão procurando emprego na minha cidade, por exemplo. Tanto os empregadores postam vagas, como as pessoas que estão procurando um emprego também fazem uma mini introdução de suas experiências profissionais. Não seja tímido, e se apresente! Falando em redes sociais: Linked In por aqui é um big deal. Se você já tinha uma conta no Linked In no Brasil, certifique-se de atualizar o seu perfil: atualize sua nova cidade e mude a língua no qual seu perfil é apresentado. As pessoas vão procurar você no Facebook, no Linked In e em qualquer outra rede social que exista por aí. Tenha certeza de que suas informações em dia na suas páginas e perfis.

E boa caça ao emprego!

Em qual área você vai trabalhar?

Achei melhor fazer um addendum aqui, para que você não crie falsas expectativas. Se já veio do Brasil formado, ou se você já tem experiência professional… Não necessariamente vai chegar no seu novo país e vai achar um emprego dos sonhos de cara. Aliás, muito provavelmente isso não vai acontecer.

O seu diploma não necessariamente vale aqui/ ou no país onde está indo. Verifique quais os passos para que você valide seu diploma / ou outro tipo de formação /especialização no seu país de destino. Às vezes a tradução do diploma é suficiente, mas na maioria das vezes, você terá que fazer provas, cursos complementares, além da tradução, para trabalhar na área desejada.

Conta Bancária

Quando cheguei ao Canadá, não sabia qual o melhor banco, ou se eu tinha muitas opções. Eu tinha. Não sabia e me ferrei.

Logo na primeira apresentação sobre os diferentes bancos disponíveis no Canadá (que a faculdade onde eu estudei, cordialmente nos ofereceu), eu abri uma conta. Assim: na primeira empresa que me apresentaram. Turns out que essa não era a melhor opção para mim.

O banco em questão é o Royal Bank of Canada. Eles tem taxas caríssimas, poucos benefícios para estudantes e o pior: não é tão fácil fazer cartão de crédito por lá. Pelo menos não para pessoas quebradas e recém-chegadas, como eu.

Fiquei um ano com uma conta conjunta com meu marido neste banco. Tinha um limite de saques por mês, um limite de transações e o acesso online era terrível. Até que eu e meu marido descobrimos que é muito importante conseguir construir um histórico com nosso crédito financeiro aqui no Canadá: em outras palavaras, mostrar que conseguimos consumir e ainda pagar as contas em dia. A melhor forma pra isso aqui: ter um cartão de crédito. Mas como, se o banco em que eu tinha conta colocava mil e um obstáculos na nossa frente?

Fomos à pesquisa. Na época, eu tinha amigos da faculdade que tinham conta em um outro banco, o ScotiaBank. E meus amigos tinham cartão de crédito. Conclusão: antes de abrir sua conta bancária, faça sua pesquisa. Converse com as pessoas que estão aqui há mais tempo e veja o que o banco delas oferece.

artem-bali-590545-unsplash
Photo by Artem Bali

Muitas vezes o banco não cobra a taxa mensal se a sua conta for estudantil, ou você poderá ter direito a saques ilimitados. Veja se o acesso online é realmente útil (eu faço tudo no ScotiaBank online, inclusive depósitos de cheques atravé de foto!). Não tenha preguiça de ir atrás da melhor opção. Assim como compras no supermercado, o banco ideal, também pode te ajudar a economizar uma graninha!

Enfim…

Enfim… acho que com essas dicas você vai conseguir ter um pouquinho mais de noção do tamanho do “To do List” que terá que escrever antes de chegar aqui – ou no seu país de destino. Nunca é muito cedo para começar sua pesquisa. Quanto mais informações tiver, mais fácil vai se adaptar na sua nova vida e menos obstáculos terá que enfrentar.

Eu tenho absoluta certeza de que por mais palavras que esse pequeno guia tem, ainda tem muuuita informação que eu deixei de fora (como por exemplo: saúde – onde achar hospitais e médicos). Mas como cada caso, é um caso, eu só vou poder escrever sobre o Canadá (ou mais especificamente sobre a Colúmbia Britânica, já que saúde aqui varia de província para província). E isso será em um novo texto. Se você lembrar de algo mais que eu deveria ter incluído aqui, me escreva! Vamos juntos escrever um guia para imigrantes! Boas jornadas!

Imagem de capa: Anete Lūsiņa

Advertisements

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s