Desafios do Mundo Afora

Sou brasileira. Eu sempre vou ser brasileira. Há quase cinco anos Morando no Canadá, eu sei que nunca vou ser completamente norte Americana… e o pior: quando viajo para o Brasil, me sinto um peixe for a d’água. Por mais que eu já tenha completado uma faculdade aqui no Canadá, ainda tenho desafios todos os dias. A cultura, a língua, a comida, o clima:  tudo isso contribui para uma vida mais agitada. Hoje eu sei que eu não sou somente brasileira. Eu sou Canadense, mas eu sou mais ainda do mundo afora.

Como você já deve ter lido por aqui, mudar de país não é fácil. Envolve muito planejamento e determinação. Quando você chega no seu novo país, ainda tem um milhão de coisas para pensar. Mesmo depois que as coisas parecem ter se ajeitado, as turbulências ainda ocorrem, como por exemplo: se habituar com comportamentos que não existiam antes no seu dia-a-dia: a cultura.

Cultura

A cultura no Canadá é bem similar à cultura brasileira, mas algumas coisas que são diferentes já criam a maior distinção entre o que é ser Brasileiro e o que é ser Canadense. São dois países ocidentais, mas comportamentos criam uma singularidade muito especial em cada cultura.

No Ônibus: Quando cheguei por aqui, notei que as pessoas agradeciam o motorista do ônibus quando chegavam à seu destino final. Claro, que não poderia deixar de adotar esse comportamento. Essa foi a parte “fácil” da minha adaptação na nova cultura: porque não? Aliás, confira aqui um episódio bastante curioso que aconteceu comigo no meu primeiro ano de Canada.

Para Espirrar: Outro aspecto superinteressante, que observei logo no começo é de que as pessoas usam o antebraço para espirrar, ao invés da palma das mãos. Isso acontece porque, assim como no Brasil e em tantas outras culturas, usamos as mãos para tudo! Inclusive para cumprimentar as pessoas. Afinal de contas, é muito mais higiênico manter as mãos limpas!

Comemorações: Já tinha visto em filmes que na América do Norte todo tipo de comemoração é bem mais extravagante do que no Brasil. Por exemplo, o Natal, Dia das Bruxas, Dia de São Valentin, Dia de São Patrício, Dia de Ação de Graças, Páscoa… Inúmeras datas que são comemoradas pelo país inteiro! E não é que elas são só comemoradas: estabelecimentos comercias e as casas das pessoas são enfeitadas para ilustrar esses dias únicos. E tudo é MUITO bem enfeitado. Confesso que não entrei muito nessa do enfeite, e as únicas datas que comemoro realmente são: Natal, dia das Bruxas (mas eu não enfeito minha casa), e dia de ação de graças (a gente faz um jantar na casa de amigos).

Relacionamentos: No Canadá, as pessoas tendem a ser mais reservadas. Apesar de amigáveis, Canadenses mantem um espaço pessoal bem maior que o Brasileiro. Brasileiro é na maioria das vezes extrovertido, falastrão, e vamos combinar que em uma festa, todo mundo é nosso amigo! Pois por aqui não é bem assim; aqui a gente demora muito mais para conseguir fazer amizades. Canadenses tendem a ser mais fechados, então ganhar a confiança de um, também leva tempo. E é essa a parte mais difícil sobre viver em uma cultura diferente. Você consegue se adaptar com comportamentos diferentes, como o de falar obrigada ao sair do ônibus, ou de espirrar no cotovelo… Mas ainda assim, ter amigos é sempre bom! E quando todos os seus amigos ficaram para traz, achar alguém com quem conversa r em terras novas, não é tarefa fácil.

Idioma

A menos que você esteja embarcando para um novo Estado no Brasil, a língua vai ser diferente. E sim, mesmo que você esteja indo para Portugal, ainda vai levar tempo para se acostumar com o Português de lá. E imagine só: como você vai descrever o que está sentindo se não consegue se comunicar? Sim, a língua falada é um desafio grande!

Como eu já cheguei no Canadá pronta pra ingressar na faculdade, o Inglês não foi tão brutal assim comigo. Já tinha feito anos de aulas em escolas  no Brasil, e um cursinho de um mês nos Estados Unidos. Porém, eu sei conversar sobre coisas que são assuntos do meu dia a-a-dia, como sobre as aulas que eu tive, alguns assuntos políticos, conversas de mesa de bar, etc… Mas se eu te falar que eu sei descrever para um médico como é a dor que eu sinto… Não, eu não sei!

Photo by: Dmitri Popov

E isso é bastante interessante. Se o assunto foge um pouco ao que estamos acostumados, ficam bem difícil manter uma conversa. Eu também não sei falar muito sobre culinária. Não pense o contrário, e eu sei que você não pensa, eu amo comer, amo comidas diferentes, mas saber nomes de ingredientes, temperos, e medidas diferentes (em outras unidades) é bastante complicado pro meu vocabulário… Mesmo depois de morar por aqui há tanto tempo.

Então já que você viu que dominar uma língua diferente não é fácil, não esqueça de estudar bastante o idioma que falam no país para onde você está indo, para não passar tantas dificuldades no futuro!

 

Comida

Ahhh comida! Eu amo comer. Sinceramente, eu almoço pensando no que vou comer na janta, e janto pensando qual restaurante novo eu poderia ir no final de semana. Mas convenhamos: não há nada como os restaurantes por quilo que nosso Brasil-sil-sil oferece.

Pois é, por aqui não existem restaurantes por quilo* – ou pelo menos não é tão comum ir em um restaurante que tenha buffet. E não é só por aí… aqui não se come arroz e feijão: aqui se come pizza, hambúrguer, nuggets e legumes crus. Ergh!!! Aposto que você engordou três quilos ao ler os primeiros três itens e quis vomitar quando escrevi o último.

O que mais tem aqui é hambúrguer e pizza. E quando falo em hambúrguer, sim: fast food e aqueles hambúrgueres artesanais gigantes que você não sabe como vai caber no seu estomago! Pizza? Não estou falando do nosso rodízio de pizza com mil e um ingredientes e sabores diferentes, estou falando de um queijo gorduroso, calabresa, bacon, carne moída (sim, na pizza), e tudo isso novamente, só que na ordem contraria. É, não existe muita variedade de pizza por aqui e ela não é fininha e saborosa como a pizza do Brasil. Comida é um desafio!

Mas ainda assim, há outras alternativas – não somente aqui no Canada, como em outros países mundo afora. Já que o Canadá não é um país que é conhecido por sua cozinha internacional, as alternativas, são justamente os restaurantes de cozinha internacional: restaurantes tailandeses, japoneses, chineses, mexicanos, vietnamitas e por aí vai. E isso tem de monte por aqui: restaurantes de outros países. Acaba sendo uma maneira bacana de conhecer ainda mais outras culturas do mundo através de comidas. E de evitar comer tanto hambúrguer e pizza por aí.

Se você está apavorado pensando que aqui não existe arroz e feijão: tem sim! No supermercado você consegue comprar basicamente qualquer ingrediente para cozinhar aquela comidinha caseira: arroz, feijão, couve, linguiça, carne seca, laranja… Opa! Acho que descrevi uma feijoada! Ah: mas não esquece de trazer a farofa do Brasil. Isso não tem aqui!

*Sobre restaurantes por quilo: em algumas cidades temos Whole Foods. O Whole Foods é o único lugar que conheço que oferece comida por quilo em um buffet. Você não terá as mesmas opções que no Brasil, mas já é bem bom!

Clima

Ah, o verão Canadense… Que só dura três meses!!!! Quer falar em desafio com uma pessoa que mora no Canadá, fale sobre o tempo. Estamos em Abril e não consigo me lembrar o que é calor. Desde Outubro do ano passado que só chove!

Photo by: Andrew Gook

E eu sou sortuda. Estou na cidade do Canadá que faz mais calor. O resto do país ainda está sob neve… Então, meus queridos, quando decidirem pra onde vão – seja no Canadá, na China ou na Espanha – pesquisem sobre o clima da cidade onde pretende morar. Talvez um “dry run” (um teste) seja uma boa opção para você ver se consegue se adaptar em temperaturas não tão amenas (se for o caso).

Muita gente que muda de país acaba esquecendo de que provavelmente enfrentarão condições climáticas diferentes das que estão acostumados no Brasil. Portanto, é bastante importante que você faça uma pesquisa antes e saiba bem o que vai enfrentar. Não pense que enfrentar chuva ou neve durante 6 meses do ano seja uma tarefa simples. O que estamos falando aqui é da falta que o Sol (leia vitamina D) faz. Afinal de contas, é isso que te traz disposição, ânimo e vontade de sair de casa e cumprir suas tarefas diárias!

Como sempre planejamento é uma coisa que será bastante apreciada por você mesmo quando resolver mudar de país. Pense bem em todas as mudanças que vai enfrentar. Essas pequenas coisinhas que mencionei aqui, são um dos motivos principais que nos fazem nos sentir em casa e à vontade. Claro, que você não consegue mudar o clima de uma cidade. Mas você consegue chegar até lá com a cabeça preparada para o ambiente diferente que vai enfrentar (ou consegue mudar seu destino a tempo). E se você tiver comida, souber o idioma e conseguir se adaptar a outros novos comportamentos da nova cultura, tudo será mais fácil. Boa sorte!

Advertisements

2 thoughts on “Desafios do Mundo Afora

    1. Obrigada, maluicmvila! Que sejam inspiradoras, mas também encorajadoras! E que logo mais você me conte das suas experiências 🙂

      Like

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s