We are not alone

[EN-US]

We are not alone… but I kind of wish we were alone. I wish there weren’t other more than 100 million couples out in the world going through the same thing we are going. I wish that I knew that other people were not feeling like screaming or that they were just about to break or let their feelings burst in pain.

And like everything in life, things tend to get harder before they get better. It’s like when you buy an X white car and suddenly you only see X white cars in the street. Might seem ridiculous, but this actually does happen. Sometimes it’s just the trend to have X white cars, and other times it’s because you are more observant now that you have that car. Well, that also might happen when you are trying desperately to get pregnant for three years and all you see are pregnancy announcements, pregnant people, pregnancy parties, pregnant, pregnant, pregnant. Except that this time, you did not get your X white car yet. But you are desperately wanting one.

Don’t get me wrong (at this point I am not caring too much if you get me wrong or not), but I am happy for all of you pregnant people. You are proof that this is possible, and for that I am grateful and I won’t give up.

This is by far, the hardest thing I had to ever face in my life. And I am at a point that… it does not matter that last weekend I had a wonderful getaway… I am breaking. I am desperate and I can’t hold myself together.

So, let this be a call to friends or people out in the world. None of us is alone.  If there’s still one good thing about social media, is the fact that we can bring people together in situations like this. It does help me to see stories of other couples that have gone through what we are going. It’s good to see success stories… It’s good (and bad) to read about other people who are also in pain, and remind myself that I am not alone. And that’s why I am sharing this… To let you know that you are not alone.

[PT-BR]

Nós não estamos sozinhos … mas eu meio que gostaria que estivéssemos sozinhos. Eu gostaria que não houvesse mais de 100 milhões de casais no mundo passando pela mesma coisa que nós. Eu queria que outras pessoas não estivessem com vontade de gritar  ou que seus sentimentos não estivessem prestes a explodir de dor.

E como tudo na vida, as coisas tendem a ficar mais difíceis antes de ficarem melhores. É como quando você compra um carro branco X e de repente você só vê carros brancos X na rua. Pode parecer ridículo, mas isso realmente acontece. Às vezes é apenas a tendência de ter carros brancos X, e outras vezes é porque você está mais atento agora que tem esse carro. Bem, isso também pode acontecer quando você está tentando desesperadamente engravidar por três anos e tudo que você vê são pessoas anunciando gravidez, gestantes, chás de bebe, grávidas, grávidas, grávidas. Só que desta vez, você ainda não recebeu seu carro branco X. Mas você está desesperadamente querendo um.

Não me leve a mal (neste ponto não estou me importando muito se você me entende ou não), mas estou feliz por todas as pessoas grávidas. Você é a prova de que isso é possível, e por isso sou grata e não vou desistir.

Esta é, de longe, a coisa mais difícil que já tive que enfrentar na minha vida. E eu estou em um ponto que… não importa que no último fim de semana eu tenha tido um momento maravilhoso longe da civilização… eu estou explodindo. Estou desesperada e não consigo me segurar.

Então, deixe este ser um chamado para amigos ou pessoas no mundo. Nenhum de nós está sozinho. Se ainda há uma coisa boa sobre mídias sociais, é o fato de que podemos reunir pessoas em situações como essa. Isso me ajuda a ver histórias de outros casais que passaram pelo que estamos passando. É bom ver histórias de sucesso … É bom ler sobre outras pessoas que também estão sofrendo e lembrar a mim mesma que não estou sozinha. E é por isso que estou compartilhando isso … Para que vocês saibam que não estão sozinhos.

2 thoughts on “We are not alone

  1. I was thinking about it a few days ago when my dad said “This year started so violent” (I’m talking in general) but after the Brazil school shooting, we were more observant about these kinds of violence, and it happened so close from us, but it happened a lot of time in the past, we didn’t see and think this way because it was far from here.

    Like

Leave a Reply to Mac Menezes Cancel reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s